Celepar organiza evento nacional de informática pública

Celepar organiza evento nacional de informática pública

Curitiba será sede da primeira reunião de 2012 da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Tecnologia da Informação e Comunicação (ABEP). Durante dois dias, 09 e 10 de fevereiro, presidentes das 26 estatais estarão debatendo maneiras de fomentar o uso da informática pública como ferramenta de produtividade do Estado e de melhoria contínua dos serviços que os governos prestam à sociedade.

A organização do evento está a cargo da Companhia de Informática do Paraná (Celepar), a pioneira entre as congêneres. Além do nosso Estado, integram a ABEP, por ordem alfabética: Acre, Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

A reunião de Curitiba, que inclui uma grande com sete palestras técnicas, vai eleger a nova diretoria da entidade para a gestão 2012/2013. Presidente, vice-presidente executivo, vice-presidente de tecnologia, vice-presidente de gestão, presidente e vice-presidente do Conselho de Associadas e Conselho Fiscal, sendo três efetivos e três suplentes. O Paraná, através de Jacson Carvalho Leite, presidente da Celepar, responde atualmente pela presidência do Conselho Fiscal. LEIA MAIS…

Compartilhar

ASSESPRO – PARANÁ SE CONSOLIDA COMO INSTITUIÇÃO REPRESENTATIVA NO SETOR DE TIC

via Assespro Paraná

A Assespro – Paraná (Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação – regional Paraná) está perto de conquistar a marca de 200 empresas associadas. Com esse número, somadas as ações realizadas nos últimos anos, a entidade se consolida como umas das mais representativas no setor no Estado e no País.
Podem fazer parte da Associação às empresas constituídas sob as leis brasileiras, com sede ou filial no Estado do Paraná, que se comprometam a observar o código de ética da entidade nas suas relações com os clientes, concorrentes e a sociedade e que tenham como atividade predominante a produção de software e de serviços técnicos de informática.
Como associadas, as empresas dispõem de produtos e serviços e podem participar de forma efetiva da gestão da entidade. Entre os direitos, estão a possibilidade de fiscalizar o programa de atividades, votar em assembleias, participar dos encontros com empresários do setor e participar de estudos e pesquisas da área.
A instituição dispõe de um selo como marca de ética e qualidade. As empresas associadas podem utilizar o selo de qualidade Assespro em sites, catálogos, propostas e embalagens, dando maior credibilidade aos seus produtos e serviços. É também um instrumento de proteção para os usuários por garantir o comportamento ético dos associados em suas relações com os clientes.
A Assespro – Paraná fornece também o serviço de emissão de certidões destinadas para qualificar as empresas, seus produtos e serviços, em licitações e concorrências junto a órgãos públicos. São dois tipos de certidões: a certidão de associado, que qualifica a empresa por meio de seus dados cadastrais e atesta que a mesma se encontra com todas as suas obrigações em dia até a data de emissão da certidão; e a certidão de exclusividade, que declara a empresa como a única desenvolvedora e detentora dos direitos autorais dos produtos por ela comercializados.
Os associados também podem contar com representação política, incentivo ao desenvolvimento e a qualificação do setor de TIC, informações exclusivas para aos associados sobre possibilidades de negócios e contatos de empresas de software, hardware e prestação de serviços, informações e suporte para participação em editais de licitações no âmbito estadual, municipal e federal.
As empresas interessadas em fazer parte da Assespro – Paraná podem entrar em contato pelo telefone (41) 3337-1014 ou por e-mail assespro@assespropr.org.br.

Compartilhar

EMPRESAS FORMALIZAM CRIAÇÃO DE CENTRAL DE COMPRAS E NEGÓCIOS

EM REUNIÃO NO SEBRAE-PR, FOI REALIZADA ASSEMBLEIA PARA FORMALIZAÇÃO DA CENTRAL DE COMPRAS E NEGÓCIOS DAS EMPRESAS DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÕES DE CURITIBA. A CENETIC É UMA INCIATIVA DO ARRANJO PRODUTIVO LOCAL DE SOFTWARE DA CIDADE E JÁ CONTA COM QUINZE EMPRESAS. A IDEIA É AUMENTAR A COMPETITIVIDADE DO GRUPO, QUE PASSA A TER MAIOR PODER DE NEGOCIAÇÃO PARA COMPRAS DE PRODUTOS E SERVIÇOS. A IDEIA É NÃO TER ATUAÇÃO RESTRITA A COMPRAS, MAS TAMBÉM VIABILIZAR AÇÕES FUTURAS DE PARCERIAS E VENDAS EM CONJUNTO. A CRIAÇÃO DA CENTRAL DE COMPRAS E NEGÓCIOS CONTOU COM APOIO TÉCNICO DO SEBRAE-PR, NA ORGANIZAÇÃO DO GRUPO E NA DEFINIÇÃO DA METODOLOGIA APLIICADA PARA MEDIR A EVOLUÇÃO DE CADA PARTICIPANTE ANTES E DEPOIS DA CRIAÇÃO DA CENETIC. A CENTRAL TAMBÉM É APOIADA PELA ASSESPRO-PR -ASSOCIAÇÃO DAS EMPRESAS DE TI DO PARANÁ. VAI COM INCENTIVOS DA ASSOCIAÇÃO E MOTIVAR EMPRESAS DO SETOR A SE ASSOCIAR À ASSESPRO-PR PARA ENTRAR NA CENTRAL E CONTAR COM BENEFÍCIOS OFERECIDOS AOS ASSOCIADOS DO SETOR NO PARANÁ. O EMPRESÁRIO OSCAR MONTEIRO, DA OSM SISTEMAS, VAI COMANDAR O CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DA CENETIC, QUE PRETENDE AUMENTAR O NÚMERO DE PARTICIPANTES LOGO NOS PRIMEIROS MESES DE OPERAÇÃO.

EMPRESAS DE TI DE CURITIBA CRIAM CENTRAL DE COMPRAS E NEGÓCIOS
Compartilhar

EMPRESAS BUSCAM ALTERNATIVAS PARA INSTALAÇÃO EM ÁREAS DO TECNOPARQUE

EMPRESÁRIOS DO SETOR DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO QUE ADERIRAM AO PROGRAMA TECNOPARQUE PARTICIPAM DE REUNIÕES PARA ENCONTRAR SOLUÇÕES PARA UM PROBLEMA COMUM: A DIFICULDADE DE INSTALAÇÃO EM ÁREAS DEFINIDAS PELO PROGRAMA. SÃO QUATRO REGIÕES CONTEMPLADAS PELOS BENEFÍCIOS, PRINCIPALMENTE FISCAIS, OFERECIDOS PELA PREFEITURA DE CURITIBA. MAS A GRANDE MAIORIA ENFRENTA DIFICULDADES PARA ENCONTRAR IMÓVEIS ADEQUADOS. A IDEIA É CONTRIBUIR COM AS AUTORIDADES PARA O SUCESSO DA INCIATIVA. ACOMPANHE EM VÍDEO.

Compartilhar

PARANÁ IT FÓRUM: VEJA COMO FOI O MAIOR EVENTO DE TECNOLOGIA DO ESTADO

CURITIBA SEDIOU POR DOIS DIAS O MAIOR EVENTO DE TECNOLOGIA JÁ REALIZADO NO ESTADO DO PARANÁ. EMPRESÁRIOS, AUTORIDADES POLÍTICAS E REPRESENTANTES DE ENTIDADES PARTICIPARAM DO PARANÁ IT FÓRUM EM BUSCA DE ATUALIZAÇÃO, DEBATES E ARTICULAÇÃO DO SETOR DE TIC. JUNTO COM O EVENTO ORGANIZADO PELA ASSESPRO-PR, TAMBÉM ACONTECEU O IBUSINESS, DA REDE TELESUL. ACOMPANHE REPORTAGEM EM VÍDEO.
http://www.youtube.com/watch?v=V73yHauc2DQ

Compartilhar

EMPRESAS DE SOFTWARE DO PARANÁ ABREM MERCADO NA ITÁLIA

Uma missão paranaense, formada por empresas e entidades ligadas ao desenvolvimento de software, inicia um trabalho de aproximação com o mercado europeu ao visitar polos de tecnologia na Itália para estabelecer
parcerias comerciais, cooperação de longo prazo e transferência de conhecimento. A Itália é o sétimo mercado mundial de tecnologia da informação, com quase 4 por cento das receitas em serviços. O grupo participou de uma
semana de rodadas de negócios e agendas institucionais em uma iniciativa da Softex – Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro – em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e
Investimentos (Apex-Brasil), a Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP) e o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). O Curitiba Offshore, que organizou a missão, é um esforço de internacionalização de empresas
do Arranjo Produtivo Local de Software da capital do Paraná. Izoulet Cortes Filho, coordenador do Curitiba Offshore, conta que “os italianos assimilaram o perfil e o espírito das empresas brasileiras e os empresários
paranaenses mostraram cada vez mais confiança ao longo da visita por perceber a possibilidade de colocar em prática a ideia de abrir mercado internacional nos contatos com entidades e corporações da Itália”.
Os representantes do Paraná enxergam o mercado italiano com um enorme potencial a ser explorado. A comitiva esteve na SMAU de Milão ,uma grande feira europeia do setor. Também houve uma série de visitas a entidades
e empresas no Parque Tecnológico de Navacchio e na região da Emilia-Romagna. Na SMAU, a missão liderada pelo Curitiba Offshore Center apresentou os mercados brasileiro e paranaense de tecnologia com informações
sobre empresas, indicadores e ambiente de negócios. A Lombardia, onde fica Milão, por exemplo, não tem convênios ou projetos voltados para o setor no Brasil, mas empresários da região já vão visitar o país em março de
2.012 dentro da programação do Ano da Itália no Brasil para um iniciar parcerias. O primeiro intercâmbio vai abranger cooperação, atração de empresas, rodada de negócios e acordo para intergir na Cebit 2.012, a maior feira de
tecnologia do mundo. O Parque Tecnológico de Navacchio, na Toscana, já tem convênio para incubar empresas em Manaus, no estado de Amazonas, e confirmou interesse pelo mercado paranaense de software. A Itália
apresenta um modelo de sucesso na gestão de cadeias produtivas direcionadas ao ambiente de tecnologia da informação. Mesmo com a crise internacional, empresas incubadas na Itália apresentam crescimento médio de mais
de 30 por cento contra 9,5 por cento de empresas incubadas no Brasil. A Emilia-Romagna é a região mais promissora , com modelo de gestão dos ativos tecnológicos interessantes para aplicar nas empresas brasileiras .A
Universidade de Ferrara já tem trabalhos de cooperação com a Agência Curitiba de Desenvolvimento e a PUC-PR. Ideia é trabalhar com inovação, fomento e identificação de ambientes regionais.
Representantes de universidades italianas vão visitar o Brasil em novembro com agenda de visitas ao Sebrae e Assespro em Brasília.
Leonardo R. M. Matt, coordenador do Arranjo Produtivo Local de Software de Curitiba faz um balanço otimista do giro pela Itália: “houve a oportunidade de trocar ideias e experiências com dezenas de empresários europeus,
principalmente das regiões italianas de Emilia Romagna, Toscana e Lombardia sobre o perfil das empresas de cada país, as tendências tecnológicas que estão seguindo e também entender o formato e modelos de negócios que
praticam”.
A missão para a Itália contou com a participação de representantes do Sebrae-PR, Assespro-PR(Associação das Empresas de Tecnologia da Informação), Cits (Centro Internacional de Tecnologia de Software) e as
empresas paranaenses Solusoft, NVi, Vistra e Totvs-Paraná e mais duas empresas de São Paulo, que se uniram ao grupo já na Europa.

http://www.youtube.com/watch?v=rI2W5E6arug

Compartilhar