DSM inicia projeto que prevê combater a desnutrição de até 30 mil pessoas e movimentar a economia de região rural do Paraná

A DSM, empresa global baseada em ciência para Nutrição, Saúde e Vida Sustentável, é a maior fornecedora mundial de vitaminas e micronutrientes para ajudar a complementar as dietas de dezenas de milhões de pessoas pelo mundo. Levando em conta que cerca de 5 milhões de pessoas no Brasil são desnutridas (dados da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura), a DSM escolheu o País para iniciar o projeto Eggonomics, que gera renda para famílias carentes e prevê erradicar a desnutrição de 1 milhão de crianças e mulheres em idade fértil nos próximos dez anos.

O programa, que na América Latina será iniciado no Brasil e também no Peru, tem um apelo social que visa melhorar a qualidade de vida das pessoas, garantir a segurança alimentar da região e aumentar o acesso a um alimento de qualidade. O parceiro para o Eggonomics no Brasil será a Golden Aves – empresa do Paraná que atua na organização de agricultores familiares, produção, gestão e comercialização de frango de corte caipira -, que vai atender toda a cidade de Rebouças e região, conhecida como a maior produtora de tabaco do estado, sendo esta a principal renda da maioria das famílias locais.

Neste projeto, a DSM vai formar uma parceria com a Golden Aves trabalhando na oferta do produto, garantindo que os ovos tenham qualidade nutricional e estejam disponíveis e acessíveis à população-alvo; e na demanda, realizando um trabalho de comunicação e informação à população, para que saibam dos benefícios do ovo e o consuma para, assim, o impacto nutricional desejado seja atingido. “Investir na produção e comercialização local de ovos faz com que o alimento seja mais barato, assim se torna mais acessível à população e contribui para diminuir os níveis de desnutrição”, explica Luiz Leite, diretor do Eggonomics na DSM.

A Golden Aves nasceu com o objetivo de diversificar a renda das famílias que vivem na região, fazendo da avicultura uma segunda opção de ganho, além de descentralizar a produção de frango de corte. “O Eggonomics é um projeto que está totalmente de acordo com o nosso objetivo socioeconômico, vai movimentar a economia local, oferecer mais qualidade de vida às pessoas e trabalhar para melhorar a nutrição de até 30 mil pessoas em um ano”, comenta Julian Fronczak, diretor Administrativo da Golden Aves.

Hoje, as prefeituras da região compram ovos de São Paulo, não trazendo nenhum retorno financeiro para a região. “Já fechamos parceria com a prefeitura (do município de Rebouças) e nossos ovos fortificados farão parte da alimentação das crianças nas escolas, que terão acesso a uma proteína de qualidade”, acrescenta Fronczak.

No Peru, a Nutricorp foi a parceria selecionada para o Eggonomics, que vai atender a zona metropolitana da capital Lima, impactando as famílias que vivem em uma zona árida, com difícil acesso à água potável, com altos índices de desnutrição e anemia, além de ter sido muito afetada pela Covid-19.

A ideia para o projeto Eggonomics nasceu em 2016 no Malawi (África), um dos países mais pobres do mundo, e hoje já conta com mais de 20 granjas parceiras e produz mais de 25 mil ovos ao dia. “Na América Latina, o objetivo do projeto é de nos próximos três anos ter pelo menos 15 novos parceiros e cobrir cerca de 20% das populações vulneráveis da região; produzir ao menos 25 mil ovos diariamente no primeiro ano e, em dez anos, produzir 700 milhões por ciclo e impactar 2 milhões de pessoas com nível de e desnutrição acima de 30% e mulheres com nível de anemia acima de 50%”, finaliza Leite.

Para mais informações sobre o Eggonomics, acesse o site https://www.dsmtransformandovidas.com/.

Compartilhar
Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.