Mesmo com a pandemia, contratação temporária cresce 1,5% em 2020

De acordo com a Employer, houve um crescimento de 1,5% em 2020 das demandas de contrato de trabalho temporário. Em 2019, de janeiro a maio, a empresa registrou 836.910 contratações. Já neste ano, no mesmo período, contabilizou 849.960 de intermediações das contratações da modalidade de contrato temporário. Este crescimento foi motivado pela regulamentação do trabalho temporário, ocorrida em outubro de 2019 com a publicação do Decreto 10.060/19.

Esta modalidade de contrato é uma solução para diversos setores que buscam sair da crise econômica em que o Brasil passa por conta da pandemia do coronavírus. Segundo dados da Associação Brasileira do Trabalho Temporário (ASSERTTEM), mesmo com a instabilidade social e econômica, a contratação temporária, aponta o crescimento das contratações em 16%, em comparação à 2019, recuperando o patamar de 2014, com cerca de 1 milhão e 480 mil vagas abertas.

De acordo com o presidente da Employer, Marcos de Abreu, este dado de utilização de contratações temporárias deve aumentar nos próximos anos. “Após a regulamentação do Decreto, a tendência é que as empresas busquem o trabalhador temporário cada vez mais, para suprir a demanda complementar de trabalho ou para substituição temporária de seu quadro efetivo. A contratação dos trabalhadores tem prazo limitado, variável, encargos reduzidos e garantias jurídicas, sendo uma solução eficiente para esse cenário emergencial em que estamos vivenciando”, explica.

A contratação temporária é uma modalidade extremamente flexível, a empresa utilizadora, com o apoio de uma agência credenciada pelo Ministério da Economia, selecionam profissionais com qualificações específicas para as necessidades pontuais. Entretanto, o trabalhador pode ter a oportunidade de efetivação, caso a necessidade momentânea torne-se uma necessidade permanente da empresa utilizadora. “Esta flexibilidade é a melhor maneira de combater o desemprego, principalmente neste momento”, finaliza Abreu.

Compartilhar
Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.