Mais rigor na hora de estacionar em vias públicas

Ir para as áreas centrais das cidades e buscar uma vaga para estacionar em horário comercial é um desafio para qualquer motorista. Você, por exemplo, quantas vezes já andou por vários quarteirões em busca de uma vaga perto do seu local de destino e não encontrou? Essa é uma realidade, seja nos grandes centros urbanos ou até mesmo em cidades do interior.

O fato é que são muitos carros e motos que transitam hoje em território brasileiro para um determinado número de vagas, que nem sempre é o suficiente. Afinal, são 101,3 milhões de veículos em circulação no país. Diante dessa frota veicular, que cresce a cada dia, as soluções tecnológicas e os sistemas que fazem a gestão de informações veiculares em tempo real para o trabalho de monitoramento urbano se tornam essenciais, tanto para controlar a rotatividade de veículos estacionados quanto para melhorar o fluxo de automóveis.

Segundo o gerente de marketing da Pumatronix, Ian Robinson, existem soluções que são grandes aliadas para a mobilidade urbana e o sistema de trânsito. Entre elas está o ITSCAMPRO VTR-4, que faz o reconhecimento de alta precisão de placas de veículos. Preparado também para a leitura precisa de placas no padrão Mercosul, o sistema registra inclusive o local do veículo, por meio de um GPS que marca as fotografias com a coordenada geográfica, além da data e hora.

“O ITSCAMPRO VTR-4 é uma excelente alternativa para as cidades onde o estacionamento rotativo automatizado já é realidade, uma vez que melhora a produtividade e otimiza o tempo dos agentes de trânsito, além de trazer assertividade durante as checagens dos tickets, ou seja, é mais segurança para quem fiscaliza e também para os motoristas que utilizam os estacionamentos rotativos. Se, por um lado, o sistema traz mais rigidez ao controle das vagas, por outro viabiliza o acesso às vagas para todos”, explica.

Como funciona

Robinson exemplifica que, anteriormente, os agentes de trânsito tinham que andar a pé, de hora em hora, consultando a validade dos tickets dos veículos estacionados. Agora, com essa solução que permite até quatro câmeras operando, o trabalho é automatizado. “O equipamento lê, confronta com as informações descritas pelo agente e checa a validade do ticket. Por isso, é mais assertivo e ainda evita que uma multa seja lavrada de forma equivocada”, completa.

Estacionar em desacordo com o estacionamento regulamentado é considerado grave, de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito. A multa estipulada é de R$ 195,23, além de descontar 5 pontos na carteira de habilitação.

Entre as cidades brasileiras que já possuem o ITSCAMPRO VTR-4 e, com ele, otimizam a rotatividade dos estacionamentos em vias públicas, estão Araucária (PR), Araraquara, Araçatuba, Piracicaba e São José dos Campos (SP), Gravataí e Porto Alegre (RS), Juiz de Fora (MG) e Caruaru (PE).

Segurança pública

Além da versão VTR-4, há o modelo ITSCAMPRO VTR-1, desenvolvido para suprir a demanda pelo reconhecimento de alta precisão de placas de veículos em movimento. O equipamento permite reconhecer veículos suspeitos procurados pela polícia e que estão trafegando de forma irregular, e também dá apoio às operações de fiscalização e blitz. Pode ser instalado em qualquer veículo e em viaturas, a fim de tornar as rondas muito mais efetivas.

Marcado , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.