Glossário da tecnologia: especialista esclarece termos complexos

Inteligência Artificial, Machine Learning e Chatbot estão cada vez mais comuns, mas você sabe o que é?

Não é mais vapor que move a locomotiva da revolução pela qual o planeta inteiro está passando. Os trilhos do progresso são agora construídos por tecnologias que, há pouco tempo, ninguém nunca tinha ouvido falar. Com essas mudanças constantes, rápidas e, muitas vezes, efêmeras, é natural que grande parte da população não entenda termos tão comuns no cotidiano das empresas de inovação.

Pensando nisso, Diego Figueredo, CEO da NEXO AI, empresa que usa inteligência artificial, internet das coisas, machine e deep learning para transformar e acelerar negócios, explicou o que significam alguns dos conceitos mais comuns e atuais no ramo de tecnologia.

Inteligência Artificial

Um dos conceitos mais complexos da atualidade é, também, o que exerce impacto mais visível na sociedade atual, com grande perspectiva de potencializar sua relevância no futuro. Inteligência Artificial (AI) é a área da computação que tem o objetivo de desenvolver uma inteligência semelhante – ou superior – a nossa por meio de máquinas e softwares. Em outras palavras, a AI busca criar métodos e soluções que utilizem a tecnologia para potencializar a capacidade do ser humano de resolver problemas.

Machine Learning

O termo, que é tradicionalmente utilizado em inglês, significa exatamente o que o nome sugere: em português, aprendizado da máquina. É uma aplicação da inteligência artificial que visa capacitar sistemas a reconhecer padrões, desenvolver soluções e tomar decisões automaticamente. Esse processo de aprendizagem é realizado com base nas informações que o software recebe, seja por meio da interferência humana ou não.

Deep Learning

Deep Learning é uma extensão do Machine Learning em uma potência maior e mais abrangente. Construído a partir do princípio das redes neurais humanas, a tecnologia se propõe a trabalhar com uma base maior de informações por meio de camadas complexas de processamento de dados. Em comparação com o Machine Learning, essa ferramenta realiza tarefas mais avançadas e geralmente não precisam da interferência humana.

Smart Contract

O contrato tradicional serve para fazer com que pessoas cumpram um acordo que foi realizado entre elas. O Smart Contract tem o mesmo objetivo, mas no lugar do papel, utiliza-se linguagem de programação. Normalmente atribuído ao sistema blockchain, é um protocolo para fortalecer negociações e proporcionar confiabilidade em transações online que não possuam o intermédio de uma autoridade central, como, por exemplo, um banco ou empresas de pagamento.

Chatbot

O chatbot é um software que simula a interação humana em aplicativos de mensagens, como o facebook. Normalmente, estes programas são usados com o objetivo para auxiliar no atendimento de empresas, por meio do envio de perguntas e respostas pré-configuradas.

IoT (Internet das Coisas)

A função da Internet das Coisas é trazer para o cotidiano físico, a conexão que se já se vê no mundo online. Ela conecta aparelhos eletrônicos e objetos usando sensores eletrônicos e internet para realizar a comunicação de dados e facilitar a realização de atividades cotidianas. Por meio dela, é possível acessar remotamente utensílios domésticos, como a geladeira, acender a luz de casa ou abrir uma porta, por exemplo.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.