Empreendedores paranaenses são reconhecidos por ideias sustentáveis e inovadoras

Lançado há três anos, o concurso cultural Geração Empreendedora – Desafio Paraná tem como objetivo capacitar e reconhecer, via qualificação, mentoria e investimento, jovens empreendedores do Estado. Essa iniciativa do Governo do Paraná e Volkswagen, em parceria com a organização social Aliança Empreendedora, revelou na última sexta-feira (7) os vencedores da 3ª edição em cerimônia que reuniu 60 finalistas, patrocinadores, parceiros e autoridades – entre elas a governadora Cida Borghetti.

“A parceria entre a Volkswagen do Brasil e o Governo do Paraná nos possibilita atingir comunidades menores e distantes para fazer com que as pessoas mostrem o seu potencial através dos projetos. Os jovens têm vontade e capacidade de empreender, só precisam de uma oportunidade. O conhecimento para tirar as ideias do papel e alavancar seus negócios foi recebido através da metodologia e formação ministrada pela Aliança Empreendedora”, explica o Gerente de Sustentabilidade da Volkswagen do Brasil, Edvaldo Picolo. Em 2018, além da versão online do concurso, também foram ofertadas opções presenciais para atender a um público com menor acesso à internet ou que tivesse mais facilidade de aprendizado com o suporte direto de um orientador.

Os cursos presenciais, com duração de uma semana, foram ofertados em 15 cidades paranaenses. Além disso, outras 11 cidades receberam os Cineclubes, uma capacitação presencial com duração de três horas e formada pelo uso das web séries do curso online e a presença de um facilitador para orientar os participantes. E ainda, com o objetivo de despertar o empreendedorismo entre adolescentes, o concurso inovou com a criação do Projeto Juventude Conectada. Disponibilizada para cerca de 250 alunos da rede pública, a iniciativa levou conhecimento sobre empreendedorismo, desenvolveu competências, habilidades digitais e tecnológicas dos participantes.

Ao todo, mais de mil jovens que já estão empreendendo ou pretendem empreender tiveram acesso aos treinamentos que ofereceram ferramentas de fácil aplicação para análise e controle financeiro, precificação, vendas e marketing. “Por meio do programa Geração Empreendedora, queremos incentivar a inclusão de muitos jovens paranaenses ao mercado de trabalho como empreendedores capacitados a gerenciar e ampliar seus negócios”, comenta o Diretor da Unidade de Produção da Volkswagen do Brasil em São José dos Pinhais (PR), Marcos Ruza. Além da qualificação, que beneficiou a todos os participantes, 12 empreendedores foram contemplados com investimentos em barras de ouro. A versão online do concurso selecionou oito ganhadores (1º e 2º lugares) nas categorias Ideias de Negócio, Negócio, Negócio com Tecnologia e Negócio com Impacto Social, e os treinamentos presenciais, quatro ganhadores (1º e 2º lugares) nas categorias iniciantes e atuantes, totalizando R$ 51 mil reais em investimentos.

A edição desse ano teve como destaque a grande participação feminina, negócios que valorizam a cultura e produção regional, o meio ambiente e a geração de empregos. O volume de mulheres inscritas na versão online do concurso teve um aumento de 14% em relação ao ano anterior, chegando a 56% dos participantes. Já as versões presenciais tiveram, em média, 75% de participação feminina. A ganhadora do 1º lugar na categoria iniciante dos treinamentos presenciais, Edipaula Presa, de Chopinzinho (PR), é um dos exemplos que se destacaram na edição. Ela participou dos treinamentos em sua cidade e das etapas finais, em Curitiba, levando nos braços seu filho de apenas 9 meses de idade. O projeto da empreendedora visa aproveitar na íntegra toda a colheita de banana produzida na propriedade da família e, para isso, criou produtos como banana chips, banana passa com calda, doces e bala de banana. “A participação no concurso ampliou meu conhecimento e me mostrou mais possibilidades de atuação. Antes disso, tinha muitas dúvidas e receio de não ter demanda para meus produtos”, revela Edipaula.

A primeira colocada na categoria Negócio do curso online, Kellen Cristina Santos da Silva, de Curitiba (PR), criadora da marca POUS (Por um Sonho), que fabrica tênis a partir de materiais reciclados, com conceito ecológico e vegano, também salienta a importância de ter participado do concurso: “é impagável todo o aprendizado que o Desafio Paraná agregou a minha marca e a minha vida. Aprendemos a planejar nosso negócio de forma mais assertiva, além de termos conhecido pessoas e histórias incríveis. Durante os treinamentos houve muita troca de informação e ajuda entre os participantes”.

Outro destaque na versão online do concurso foi a ideia de negócio de Rodrigo Felipe de Moura, que visa diversificar a agricultura de Rio Azul (PR), conhecida pela produção de fumo, com o cultivo e industrialização de plantas medicinais orgânicas.

Assim como esses ganhadores, a grande maioria dos negócios apresentados procura aliar sustentabilidade a oportunidades de mercado que valorizem diferenciais das regiões dos empreendedores. “Foi uma imensa satisfação reconhecer os projetos de tantos jovens que usam seus negócios como forma de desenvolvimento econômico e social”, revela Lina Maria Useche Jaramillo, co-fundadora da Aliança Empreendedora.

A expectativa dos organizadores é ampliar o número de participantes em cerca de 15% para a próxima edição do concurso, que deve ser lançada em setembro de 2019. Mais informações em www.desafioparana.com.br.

Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.