Problemas na gestão de estoque podem levar empresas a perda de receita

Em tempo de recuperação econômica, as empresas de bens duráveis e não duráveis buscam controlar seus recursos para evitar qualquer tipo de prejuízos. E, especialmente em relação ao estoque, é preciso ter cuidados para que a falta de produtos não comprometa os resultados da companhia.

Até mesmo o excesso de estoque pode impactar uma empresa de maneira muito negativa. Esse foi o caso da Burberry que, no final do mês passado, queimou mercadorias que totalizavam R$140 milhões a fim de evitar que os produtos fossem roubados ou vendidos a preços menores que o habitual.

Uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio (CNC) com 6 mil lojas do país mostra que 30,7% delas tinham, no início de junho, após a greve dos caminhoneiros, estoques de bens duráveis, como eletrônicos, eletrodomésticos e veículos, acima do adequado ao ritmo de consumo.

Por menor que seja o estoque, a falta de organização pode impactar seriamente o capital de giro e as receitas de uma empresa. A afirmação é de Reginaldo Stocco, CEO da startup VHSYS, que oferece softwares na nuvem para gestão empresarial. De acordo com Stocco, por mais óbvia que seja essa informação, muitos empresários acabam relegando o controle de estoque como uma atividade secundária.

“O controle de estoque é uma das estratégias empresariais mais importantes dentro de uma organização e afeta diretamente nas receitas e no lucro final. Um bom controle de estoque permite ao gestor calcular o giro das mercadorias e aperfeiçoar o processo de compras.”, explica.

De acordo com Stocco, uma gestão ineficaz pode gerar a chamada rupturas de gôndola, quando os negócios perdem vendas por falta de mercadorias. De acordo com números da Nielsen, calcula-se que as rupturas representem quase 5% do faturamento mensal. “A falta de controle impossibilita o gestor de conhecer o consumo médio dos materiais e pode fazer a empresa comprar mais do que o necessário”, diz.

Tecnologia

Embora o controle físico seja necessário, a tecnologia é a maior aliada das empresas. “Basicamente, com um controle de estoque online e usos de sistemas ERP, o setor terá todas as informações sobre o estoque, poderá registrar e controlar tudo o que entra e sai da empresa e fazer uma gestão empresarial inteligente. A ferramenta coleta os dados com muito mais precisão, ajudando o gestor a tomar decisões mais assertivas e eficientes”, afirma.

Marcado , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.