Em reunião extraordinária, Fiep discute ação diante do cenário político do país

O presidente da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), Edson Campagnolo, convocou nesta quarta-feira (16) uma reunião extraordinária da diretoria da entidade para debater os últimos acontecimentos do cenário político brasileiro. No encontro, encerrado no início da noite, a Fiep manifestou repúdio à nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil do governo Dilma Rousseff e afirmou que, diante da gravidade do momento atual, é necessária uma grande mobilização de toda a sociedade brasileira.

Para contribuir com esse movimento, a Fiep convocou para a manhã desta quinta-feira (17) uma reunião com lideranças de inúmeras instituições da sociedade civil organizada paranaense. O objetivo é buscar um posicionamento conjunto que demonstre a insatisfação em relação à forma como o país vem sendo conduzido e discutir estratégias para pressionar a classe política para que sejam encontradas, dentro de princípios legais e morais, soluções para a atual crise do país.

Marcado , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.