10 Lições que as startups ensinam para a vida

Muito se fala sobre a cultura de startups e como fazer uma empresa dar certo. Mas o caminho inverso também é válido e pode agregar conhecimentos e práticas valiosas para a vida de quem não está na onda do empreendedorismo, mas gostaria de acelerar seu desenvolvimento. O coordenador geral da Pós-Graduação da Universidade Positivo, de Curitiba (PR), Leandro Henrique Souza, listou alguns conceitos e dicas muito comuns entre a nova geração de empreendedores e que podem ser adaptados para potencializar o sucesso da sua vida pessoal. Confira.

1. Haja rapidamente e quebre paradigmas (move fast and break things)

Esse é o mantra que Mark Zuckerberg, CEO do Facebook prega até hoje. A ideia é que a velocidade da criação é a chave para o sucesso, mesmo que algumas coisas não estejam 100% certas ou ainda precisem de ajustes. É preciso agir rápido, sair na frente e estar em constante movimento para ir em busca do sucesso.

2. Pivotar

O termo vem do inglês – pivot -, que significa girar ou mudar. É bastante usado no mundo de startups e representa a flexibilidade que é preciso ter para mudar a direção, se for preciso. O erro está mais perto do acerto que do fracasso. Pivotar não significa um fracasso, mas sim um ajuste de trajetória e uma nova visão ou perspectiva de algo.

3. Tenha um olhar periférico

Uma boa dica de leitura é o artigo “Restrições são libertadoras”, de Fábio Akita. O argumento do autor é válido não só para o mundo dos negócios, mas também para a vida pessoal. Ficar esperando que surjam melhores opções, um cenário mais promissor ou uma oportunidade melhor não vai levar ninguém a lugar algum. Já o contrário se prova verdadeiro, pois a necessidade é a mãe da inovação e da criatividade.

4. Correr riscos inteligentes

Essa dica é muito simples e direta: arrisque mais! Tente novos projetos, ouse tirar ideias do papel, experimente novos caminhos e maneiras de fazer coisas diferentes. Ao sair da tão falada zona de conforto, você se depara com diferentes necessidades e situações que podem te surpreender. Corra riscos inteligentes. E, afinal de contas, o não você já tem.

5. Empreenda pelas razões certas

Seja significativo. Buscar a solução de um problema ou elevar a qualidade de vida das e não apenas o lucro, com certeza é mais recompensador e pode render até mais financeiramente, pois seu produto ou serviço se venderá sozinho. Além disso, se você conseguir identificar e criar algo que resolva um problema que você tem, com certeza estará ajudando centenas de outras pessoas. Então, ao adotar a filosofia de agir pelas razões certas, o dinheiro acaba sendo uma consequência natural.

6. A boa aleatoriedade

Ver e ser visto, conhecer novas pessoas e interagir são recomendações que trazem benefícios tanto para sua vida pessoal como profissional. Se seu interesse é por inovação, por exemplo, confira os eventos que estão acontecendo em sua cidade e participe. Aproveite para conhecer pessoas que compartilhem do mesmo ideal ou sonho que você, troque ideias e multiplique conhecimento. É aquela velha história: ninguém arruma um novo namorado ficando em casa.

7. Colabore informalmente

Viu um link interessante na internet? Leu uma matéria que pode interessar a alguém? Então envie a informação para a pessoa e colabore com o interesse dela. Isso é chamado de colaboração informal e faz bem, tanto à sua imagem pessoal, quanto à sua rede de amizades e conhecidos, pois você se mostra ser alguém que compartilha informações úteis e significantes para a rede de relacionamentos.

8. Sentimento de urgência

Não deixe nada para depois! É sério! Sempre quis fazer aquele curso de gastronomia? Então faça. Sempre sonhou em aprender como se desenvolve aplicativos para celulares? Então procure uma instituição de ensino e se matricule ou pesquise por conta e seja autodidata, já que as opções são inúmeras. Quem vive a realidade das startups sabe que tempo é importante e vale mais do que dinheiro. Então o importante é não ficar parado acumulando sonhos e deixar as realizações para depois.

9. Seja enxuto

Essa dica vem do conceito de lean startup e envolve a eliminação de desperdícios para maximizar a performance. Ou seja, otimize suas ações para ter o melhor resultado possível, tanto no tempo, como com os recursos e sem perder qualidade. Esse conceito é ideal para quem tem uma meta, mas ainda não tem certeza de como alcançá-la. A sugestão é descrever o passo a passo inicial e aí tentar enxugar e otimizar cada ação. Isso vale para uma empresa, para uma viagem de férias ou para a construção de uma casa.

10. Se permitir – viver a vida fora do escritório

Por fim, depois de tantas dicas, a mensagem final é: permita-se um pouco. Se tem algo que todos podem aprender com a cultura startup é que a vida não acontece somente dentro das paredes de um escritório, durante o horário comercial. Ao afrouxar um pouco as linhas que dividem a vida pessoal e a profissional, pode ser possível aproveitar um pouco mais os dois lados. Ir trabalhar em um café no centro da cidade ou tirar umas horinhas para você durante a semana, já que aquela ideia surgiu no meio do fim de semana e você aproveitou para adiantar o projeto, pode ser uma forma de tirar o melhor proveito das situações.

Marcado , , , , .Adicionar aos favoritos o permalink.

Os comentários estão encerrados.